Se você usa vape há um bom tempo, tenho certeza que nos dois últimos anos uma dúvida pode ter surgido: o vapor produzido pode transmitir a Covid-19?

Em tempos de pandemia, devemos sim prestar atenção nestes detalhes para evitar problemas maiores. Considerando isso, preparamos um conteúdo respondendo essa questão de uma vez por todas.

Continue a leitura…

Covid-19 x Vape – Qual é a opinião de especialistas?

A polêmica do assunto ganhou destaque na mídia quando o microbiologista, Tom McLean, afirmou que “inalar o vapor de outra pessoa era o mesmo que ser cuspido na cara”. Porém, não há nenhuma evidência concreta que prove que as nuvens de vape carregam germes suficientes para contaminar alguém de acordo com o Dr. Neal Benowitz, professor emérito de medicina.

Mas afinal, qual era a ideia de Tom McLean? Vamos entender melhor…

Segundo Tom, os vapers podem estar espalhando seus germes através das nuvens do vape. Ele ainda ressalta: o vaping pode carregar gotículas e deixá-las flutuando no ar, prontas para infectar alguém. Afinal, essas gotículas respiratórias contém saliva, muco e bactérias.

Uma visão diferente sobre a polêmica

Como destacamos no começo do conteúdo, a fala de Tom McLean foi rebatida pelo Dr. Benowitz. O médico afirma que o nível de muco e saliva presente no vapor é tão pequeno que é praticamente improvável que ocorra uma infecção por conta do vape.

Além disso, reforçou que não existem estudos para embasar a teoria de que a Covid-19 pode ser espalhada pelo vapor do cigarro eletrônico.

O UKVIA, maior órgão comercial que representa o setor de vaping no Reino Unido, também refutou os comentários do microbiologista e foi além: pediu o fim da publicação de informações equivocadas em relação ao vape.
Em tempo: para ficar ainda mais por dentro do assunto, veja nosso artigo sobre 5 mentiras que te contaram sobre o cigarro eletrônico.

No final, podemos concluir que qualquer informação sobre contaminação de Covid-19 pelo cigarro eletrônico ainda é algo precoce, pois não há estudos suficientes para fazer tal diagnóstico.

Sendo assim, reforçamos que o ideal é manter todas as medidas de segurança para evitar o espalhamento do vírus no mundo. Porém, até agora, fique tranquilo em relação ao seu vape porque, ao que tudo indica, ele não é uma forma de transmitir Coronavírus.

Como vimos, informação é tudo na vida. Se está interessado em entrar no mundo do vape, leia bastante! O nosso blog está repleto de conteúdos bacanas sobre vapor e muito mais.

Nos vemos no próximo artigo!