O cigarro eletrônico é muito conhecido também como JUUL ou Vape. Ele possui um formato muito parecido com o cigarro, mas também pode ter forma de pen drive ou de uma caneta.

Embora esse produto tenha sido criado como alternativa de substituir o cigarro convencional, o seu uso vem se popularizando muito entre os jovens.

Infelizmente, ainda não possui estudos suficientes que comprovem a eficácia do produto contra o tabagismo ou até mesmo sobre a segurança de utilizá-lo. A seguir, você vai aprender um pouco mais sobre o dispositivo e quais os riscos que ele pode oferecer.

Cigarro eletrônico, como funciona?

Cigarros eletrônicos, como funciona?

Os cigarros eletrônicos é feito com uma lâmpada de LED, microprocessador, bateria, atomizador, sensor e cartucho de nicotina líquida.

Desse modo, o dispositivo só funciona a partir do momento em que o líquido esquenta para produzir o vapor que é inalado pelos fumantes. Sem contar que é muito comum conter outros tipos de substâncias além da nicotina, como propilenoglicol, acroleína, aromatizante e glicerina.

É muito importante ressaltar que todas essas substâncias se encontram nos cigarros eletrônicos, mesmo que não contenham nicotina.

Cigarro eletrônico é prejudicial à saúde?

Cigarro eletrônico é prejudicial à saúde?

Ainda não existem estudos que comprovem que o cigarro eletrônico faz mal. Mas segundo algumas pesquisas, esse tipo de dispositivo acaba fazendo muito mal à saúde, mesmo que a opção seja sem nicotina e que o produto possa ser menos nocivo do que o cigarro convencional, já que ele não produz monóxido de carbono ou alcatrão, que são os causadores de câncer e doenças pulmonares.

Conforme uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), o cigarro eletrônico emite um vapor que pode aumentar as chances ou causar infecções pulmonares, por exemplo, o enfisema pulmonar.

O Inca ainda reforça que esse produto não é seguro, podendo causar doenças cardiovasculares, dermatite e até câncer.

O Instituto ainda afirma que pessoas que utilizam o cigarro eletrônico correm o risco de experimentar cigarro convencional, aumentando as chances de até três vezes mais. Com isso, acarretando em outros prejuízos à saúde, que já são relacionados e conhecidos na prática.

Quais os dispositivos eletrônicos feitos para substituir o cigarro eletrônico

Dessa maneira, o cigarro eletrônico apresenta potencial para causar diversos riscos à saúde, do mesmo modo que o cigarro convencional, segundo as informações do Shutterstock.

Existe outro tipo de risco, que também pode ser relacionado com as substâncias químicas que estão presentes no líquido do produto, que causam danos às moléculas e também nas células do endotélio.

Então, as veias e as artérias acabam ficando mais suscetíveis para a formação de placas ateroscleróticas, que aumenta as chances do usuário ter diversas  complicações, por exemplo, o AVC, principalmente em mulheres que utilizam a pílula anticoncepcional.

Sem contar nos indícios de que o cigarro eletrônico ao emitir o vapor acabe levando metais pesados para o organismo, mas as consequências ainda não foram comprovadas.

Quais os dispositivos eletrônicos feitos para substituir o cigarro eletrônico

Há vários tipos de dispositivos eletrônicos, que possuem formas diferentes e mecanismos, mesmo que eles possuam o mesmo intuito.

O cigarro eletrônico está incluso na categoria dos dispositivos eletrônicos para fumar (DEF), que engloba diversos aparelhos semelhantes, como:

  • Cigarro aquecido: é um pequeno cigarro que é aquecido através de uma bateria. Esse modelo produz aerossol com nicotina, junto com outros componentes químicos, que libera a mesma quantidade de nicotina que um cigarro convencional oferece, mas através de um mecanismo diferente.
  • Vaporizador de erva seca: ele aquece apenas o tabaco picado ou até mesmo outro tipo de erva, produzindo então o vapor em aerossol.
  • Produto híbrido: mistura característica do vaporizador com o cigarro eletrônico. Então, ele é composto por dois reservatórios, um com líquido e outro com ervas secas.

Facilidade em utilizar esse produto

O Pod descartável é um produto que apresenta uma facilidade no seu uso, pois ele é simples e já está pronto para o uso.

Apesar de ele poder ser nocivo à saúde, mas não como igual ao cigarro convencional, essa é uma ótima opção para aqueles que estão iniciando com o cigarro eletrônico.

Por isso, se você ainda apresenta algum tipo de dúvida sobre o equipamento, o ideal é iniciar pelo pod descartável para que possa ter a primeira experiência e começar a entender um pouco mais do cigarro eletrônico.

Praticidade

O pod descartável é muito prático, principalmente para aquelas pessoas que gostam de um produto simples e que consiga guardar no bolso.

Existem outros equipamentos que fazem o mesmo efeito, porém, por conta da estrutura e do mecanismo, acabam não trazendo a mesma praticidade e, por causa disso, acabam perdendo para os produtos mais modernos, pequenos e descartáveis, pois acabam sendo mais eficientes e discretos.

Variedade do produto

Variedade do produto

Muito se engana o usuário que pensa que por ser um produto totalmente descartável, o vape não traz algumas opções. Atualmente, é fácil encontrar alguns modelos da mesma marca, mas com juices diferentes para que você possa experimentar e também adotar durante toda a durabilidade do produto.

Preço do cigarro eletrônico

O cigarro eletrônico conta com uma variedade de sabores, que se torna um dos motivos que atraem os jovens para esse mundo. Para as pessoas que desejam economizar, existem alguns pods descartáveis muito em conta.

Para aqueles que preferem um mais premium, também conseguem encontrar pods descartáveis com um preço mais elevado. Ou seja, esse tipo de produto conta com uma variedade para agradar todos os perfis.

Popularidade entre os jovens

O cigarro eletrônico por ser um produto pronto e muito prático para utilizar, ele acaba ganhando pontos de popularidade entre os usuários.

Popularidade entre os jovens

Nos países mais avançados em termos de regras e legislação para vapings, oferecem esse tipo de equipamento em farmácia, lojas de conveniências, entre outros estabelecimentos legalizados.

Assim, acaba ficando mais fácil de conseguir encontrar o produto e também de ter acesso ao pod.

Caso você tenha dúvidas sobre o produto, basta acessar o site da loja Elite Smoke, nela está recheada de informações sobre o produto, além de encontrar todos os modelos com um valor super acessível.