Vaporizadores de ervas são um dos itens mais úteis que um fumante pode ter atualmente. Se você usa tabaco ou maconha medicinal, pode ser notavelmente útil para obter uma extração limpa da erva. Vaporizadores permitem que você deguste suas ervas de maneira fácil e segura, sem falar sobre os benefícios do cheiro, menos presentes nesses dispositivos, ou seja, chega de reclamações sobre o seu cheiro.

Praticamente todos que estão iniciando nesse mundo se perguntam: “como que os vaporizadores de ervas funcionam?”

Quando a cannabis é aquecida a temperatura está entre 300 e 450 graus Fahrenheit, canabinoides como o psicoativo THC se transformam em minúsculas gotas que formam uma espécie de aerossol que chamamos de fumaça ou “vapor”. Para que isso tudo aconteça, precisamos de uma bateria para aquecer e cozinhar o óleo de cannabis que é tipicamente misturado com uma substância como propileno glicol para reduzir parte da viscosidade.

A primeira caneta moderna fabricada pelo farmacêutico e inventor chinês Hon Lik, cujas patentes são agora propriedade da “Imperial Tobacco”.

Agora que já entendemos um pouco sobre os benefícios dos vaporizadores de ervas e sua história, podemos entender um pouco mais sobre o funcionamento. Então, vamos analisar todos os componentes dos vaporizadores de ervas:

Basicamente, os vaporizadores aquecem uma câmara, geralmente construída de cerâmica ou vidro, gerando o vapor que será inalado.

Utilizando vaporizadores, os compostos químicos aquecem em temperaturas significativamente menores, diferente de quando enrolamos a erva em papel de seda.

A temperatura ideal dos vaporizadores é entre 177° a 196°C.

Já quando os vaporizadores são acionados, os óleos essenciais se transformam em vapor e são transportados do tanque para o bocal.

Deve-se considerar que existem muitos tipos de vaporizadores de ervas no mercado. Existem aqueles que utilizam somente óleos e vaporizadores onde você pode colocar parte da erva diretamente no tanque para aquecimento. Antes de comprar, procure entender qual o modelo mais adequado para suas necessidades.

Os métodos de aquecimento dos vaporizadores de ervas

É importante saber que existem dois meios de aquecimento para vaporizadores. Os dois métodos são chamados de condução e convecção.

Condução: Envolve a transferência de calor através do contato direto com a erva

Convecção: Envolve a transferência de calor através de pequenas particulas de ar

O aquecimento através da via de condução é muito mais comum em vaporizadores de ervas do que nos vaporizadores de mesa.

Já a convecção é considerada um método superior, visto que o elemento de aquecimento e o material não se tocam. Normalmente, vaporizados que utilizam esse método são significativamente mais caros.

Uma das grandes desvantagens dos vaporizadores de condução é que existe um pequeno risco de causar combustão no material, ao invés de valorizar.

[button type=”large” color=”black” rounded=”1″ link=”http://www.elitesmoke.com/vaporizadores-ervas-extratos” ]CONFIRA NOSSA RELAÇÃO DE VAPORIZADORES DE ERVAS[/button]